segunda-feira, 10 de novembro de 2008

No casamento...

No final de semana fui no casamento de uma amiga da faculdade. Ela tinha me dito que seriam dois vegetarianos na festa e que encomendou uns quitutes especialmente para nós.

No casamento...

  • Primeira leva de salgados: bolinho de carne seca e bolinho de bacalhau.

Namorado da colega da faculdade: Nossa, mas você não come nada, nem peixe? [Essa é clássica!!!!!]
Eu: Não.
Namorado da colega da faculdade: Ah, nada que seja vivo!
Eu: IIIIIsso.

  • Segunda leva de salgados...
Eu: Moça, o que é isso?
Moça: casquinha de siri.
Eu: Ah...

A colega: Nossa você vai passar fome!!!!

[Meus "balões" de pensamentos impronunciáveis começam a subir, entrelaçando-se uns nos outros.]

  • Terceira leva de salgados: coxinha, BOLINHAS DE QUEIJO e um BOLINHO DE AZEITONA [esse só consegui pegar um, infelizmente, tava uma delícia].

Namorado da colega da faculdade: Mas porque você parou?
Eu: Resumindo a história, eu vi como as coisas são feitas e não achei certo.
Namorado da colega da faculdade: Ah, mas eu também vi quando era pequeno, via minha avó matar, ajudava a depenar e tudo mais.
Eu: Ok. [Eu realmente não sei o que as pessoas esperam que você responda nessas horas. "Eu não sou igual a você" acho que seria uma boa, né?]

  • Entrada: salpicão. De frango.

A colega: Nossa, mas você sofre né.

[Mais "balões" de pensamentos impronunciáveis fizeram um congestionamento sobre nossas cabeças.]


Não adianta responder. Tentar argumentar. Falar sobre os benefícios. Em algumas pssoas você percebe uma brecha para poder falar algo. Pra outras é simplesmente inútil.

No final, acabei não comendo a massa, que não tinha carne, porque o garçom me boicotou e eu devia estar dançando. Mas a sobremesa... bolo de maracujá com sorvete de creme, essa foi demais! ;)

Namorado da colega da faculdade: Uma vez num churrasco tinha um cara vegetariano, aí a gente ficou lá enchendo ele, fazendo umas brincadeiras, mas depois paramos.
Eu: Pois é, as pessoas gostam muito de encher o saco, fazer brincadeiras chatas e tal.

Que coisa, não?

A gente sempre passa por essas, né? Mas acontece, mais uma pro meu caderninho de histórias. O importante foi que minha amiga casou, linda e feliz da vida! E a festa foi ótima! :)

4 comentários:

Lobo Pasolini disse...

Essa é a vida, mas manter-se firme no propósito vegetariano em ocasiões públicas é fundamental para ser exemplo para outros. Além do mais, você evita esse monte de comida pesada. Parabéns pela postagem. Lobo

Andréa N. disse...

Eh dureza... Parabens por ter aguentado firme e nao ter mandado todo mundo tomar no c*.

fada disse...

acho que vc é no mínimo uma tonta... você sendo uma vegetariana teria que entender, no mínimo, que 99% da população brasileira não é; e no mínimo apregoar o que vc considera certo, não tem que ficar com esses balõezinhos (aff ridiculo isso) soltando palavrões, por que sinceramente... quem faz o bem não mede a quem!!!
Você e toda sua filosofia vegana ou vegetariana (pouco me importa) devia ser no mínimo mais inteligente e fazer pessoas se apaixonarem pelo mesmo propósito que o seu, mas vc em sua vasta ignorância só faz o próximo se afastar...
eu sou vegan, mas acima de ser, eu mostro para o próximo o porque dessa minha atitude... repense no seu modo de agir e de falar com pessoas que não pensam da mesma forma que você... o que adianta respeitar os animais e não respeitar os seres-humanos!!!???

cronicasdeumavidasemsentido disse...

A vergonha alheia que sinto por alguem que se auto-intitula 'fada' é tão grande que chega a ser uma vergonha a toda essa raça maldita de vegans chatos que enchem mais o saco que piadinhas sobre vegetarianos.